Escola do Trabalhador inscreve para 23 cursos gratuitos

13/08/2018 07:49 - Atualizado em 13/08/2018 07:52

Plataforma de ensino à distância do Ministério do Trabalho não exige pré-requisitos para matrícula. (Foto: Marcos Santos/USP Imagens)

A Escola do Trabalhador está com inscrições abertas para dois novos cursos: Excel Intermediário e Identidade Visual e Gestão de Clientes. Com isso, o número de cursos oferecidos pela plataforma virtual de ensino à distância do Ministério do Trabalho chega a 23. Os cursos são gratuitos e não há pré-requisitos para matrícula. Também não existe escolaridade mínima exigida. Basta fazer um pré-cadastro e iniciar a qualificação.

Para ter acesso aos cursos, basta entrar na página da Escola do Trabalhador na internet pelo endereço http://escolatrabalho.gov.br/. Cada curso dura aproximadamente 40 horas, tempo estimado como necessário para o trabalhador cumprir todas as tarefas. Ainda assim, o conteúdo fica disponível por dois meses para que a pessoa inscrita consiga concluir as tarefas com calma.

Ao final de cada curso, os trabalhadores precisam passar por uma avaliação para receber o certificado de conclusão. O documento é emitido pela Universidade de Brasília (UnB), que a foi a instituição responsável pela elaboração dos cursos.

Como funciona?

Os cursos são formados por módulos de aproximadamente 40 horas cada (o número de módulos vai depender da necessidade de cada curso). Cada módulo fica disponível por tempo indeterminado. Ao final, o trabalhador passa por uma avaliação para receber o certificado emitido pela UnB.

Os conteúdos são compostos de textos, vídeos e jogos. A linguagem é simples e a navegação no site, intuitiva para que seja acessível a todos os trabalhadores. Os cursos estão disponíveis no site http://escolatrabalho.gov.br/.

(Diário do Pará)

NOTÍCIASRELACIONADAS