TJ PA convoca mais 55 aprovados em concurso público; confira

09/10/2018 16:26 - Atualizado em 09/10/2018 16:40

Os candidatos têm até o dia 25 de outubro de 2018, entre 8h e 14h, para comparecerem no endereço que consta no edital. (Foto: Reprodução)

O Tribunal de Justiça do Pará (TJPA) anunciou a convocação de 55 aprovados no último concurso do órgão. Do total a ser empossado, 45 são analistas judiciários, dois oficiais de justiça avaliador e oito auxiliares judiciários. O edital de chamada está publicado no Diário de Justiça Eletrônico.

Os novos convocados vão atuar nas comarcas de Belém e do interior do Estado. Os analistas judiciários serão lotados nos polos de Belém, Redenção, Cametá, Marabá, Tomé-Açu e Santarém. Os auxiliares judiciários são dos polos de Belém, Ananindeua, Marabá, Tome-Açu e Santarém. Os oficiais de justiça serão destinados às Comarcas de Chaves e Xinguara. Atualmente, o Poder Judiciário do Pará conta com 4.310 servidores e 357 magistrados entre juízes, desembargadores e pretores.

Leia mais

Os candidatos têm até o dia 25 de outubro de 2018, no horário entre 8h e 14h, conforme prévio agendamento telefônico, para comparecerem à Divisão de Administração de Pessoal da Secretaria de Gestão de Pessoas (SGP) e apresentarem, com a finalidade de habilitação, a documentação digitalizada e em original para validação, prevista no edital de abertura do concurso e constante da relação que será encaminhada para o e-mail informado pelo candidato no ato da inscrição.

Ainda no período, também mediante prévio agendamento telefônico, o candidato será submetido à inspeção médica realizada pela junta de saúde do TJPA, mediante a apresentação de laudo médico, de sanidade física e mental, além dos exames laboratoriais e complementares, que correrão às expensas do candidato. O não comparecimento do interessado no prazo previsto acarretará a eliminação no concurso e a perda da vaga do referido cargo.

A Divisão de Administração de Pessoal da SGP está localizada rua Curuçá, nº. 555, entre as travessas José Pio e Manoel Evaristo, no bairro do Telégrafo, em Belém.

(Com informações do TJPA)

NOTÍCIASRELACIONADAS